Um gramado bonito e bem cuidado é a base perfeita para jardins. Por si só a grama dá o show. Esse prazer está ao alcance de qualquer pessoa que disponha de espaço e possa dedicar alguns cuidados à planta. Mas antes de escolher os tipos de grama, é preciso ficar atento se o tipo de grama escolhido é indicado para o local onde será plantada. Isso porque existem gramas mais adequadas para determinados locais e outras, não.

Confira quais são os tipos mais comuns no Brasil e em que locais elas podem ser plantadas:

1. Esmeralda

Este é o tipo de grama mais comercializado no Brasil, especialmente por ser de fácil cultivo e se adaptar a diversos tipos de terreno. É linda e tem um ótimo custo-benefício:

  • características: suas folhas são médias e macias. Sua cor é verde-esmeralda, como diz o nome;
  • onde plantar: residências, playgrounds, jardins de empresas, campos de futebol, espaços públicos e jardins que recebem a visita de animais. Pode ser plantada em locais quentes e ou mesmo em frios (sofre um pouco com geadas, mas volta a ficar verde na primavera). Ela também é recomendada para encostas, pois ajuda a deter a erosão;
  • vantagens: é resistente a pragas e doenças, exige menos cortes, baixo consumo de água, pode ser utilizada em lugares que suportam pisoteamento (como esferas esportivos). Este é o tipo de grama que mais resiste a urina de animais e fezes (mesmo assim, ela sofrerá se essa exposição for prolongada);
  • desvantagens: desenvolve-se melhor em locais ensolarados.

2. Batatais

Deve ser utilizada em locais ensolarados e não exige grandes cuidados:

  • características: suas folhas são afinadas, firmes, cor verde-claro e têm pelos. A altura pode chegar a 30 cm, porém é indicado que realize a poda para que não exceda 3 cm, assim o gramado tende ficar mais bonito;
  • onde plantar: é aconselhada para beiras de áreas públicas e estradas. É indicada principalmente para proteger de erosões (por isso, é o tipo de grama a ser escolhido para taludes);
  • vantagens: resistente a solos ácidos e de baixa fertilidade, também resiste bem ao pisoteio, à seca e as pragas e doenças. Quando estabelecida, evita a proliferação de pragas. Seu crescimento é rápido e seu custo é o menor, quando comparado às demais gramas;
  • desvantagens: não pode ser plantada em locais com sombra ou meia sombra e em lugares frios.

3. Amendoim

É ideal para quem não costuma podar grama: seu tamanho valoriza canteiros e suas flores menores criam um impacto muito belo no jardim:

  • características: suas folhas são ovais e de cor verde-claro. Na primavera e no verão surgem flores amarelas;
  • onde plantar: áreas de pouca passagem e em canteiros, pois seu forro é delicado e atinge a 20cm de altura. Deve ser plantada nas regiões de clima ameno para quente;
  • vantagens: é uma opção de grama que reduz a manutenção, por ser uma forração para canteiros, pois fica bonita sem ser cortada. Resistente à aridez e ao clima úmido;
  • desvantagens: limitada tolerância ao pisoteamento e ao frio.

4. São Carlos

Esta é a grama mais indicada para regiões frias:

  • características: suas folhas são lisas, sem pelos e largas. É da cor verde-escuro;
  • onde plantar: casas de campo, residências, jardins públicos, etc;
  • vantagens: pode ser usada em áreas ensolaradas e semissombreadas. É resistente a pragas e ervas daninhas. Seu desenvolvimento é lento, revertendo em um jardim grandioso e homogêneo. Suporta a falta de poucos cuidados e ao frio;
  • desvantagem: tem dificuldade em se desenvolver em lugares quentes.

5. Sintética

Esse tipo de grama está sendo gradativamente mais utilizado e conhecido no âmbito esportivo. Partidas de rúgbi, futebol, vôlei, golfe, tênis, etc., maravilham os atletas pelo alto padrão que vem obtendo no decorrer do tempo, esses conquistados com tanta dedicação e estudo na arte de renovar.

Saiba os motivos que fazem a grama sintética ser a melhor opção para prática de esportes:

  • durabilidade;
  • praticidade;
  • resistência;
  • uniformidade;
  • ecológico;
  • econômico.

Em resumo, esses são alguns tipos de grama que selecionamos para você. Agora que já sabe para que serve cada uma delas, poderá escolher com mais certeza e confiança, então revestir o local que deseja.

Gostou do post? Aproveite e interaja conosco deixando suas dúvidas nos comentários.