Para atuar bem em um segmento de negócios, uma empresa precisa ser organizada, operar de maneira produtiva e manejar questões como vendas, logística e estoque. Mesmo que a organização trabalhe da melhor maneira possível, é preciso contar com alguns fatores externos para o sucesso, como escolher fornecedores, por exemplo.

Com um bom fornecedor ao seu lado, é possível firmar parcerias produtivas e que gerem bons frutos para ambos os lados. Por ser um apoio externo importante, é fundamental tomar muito cuidado ao escolher a melhor opção.

Neste post, confira algumas dicas que separamos para não errar na hora de decidir sobre o seu fornecedor! Acompanhe!

Pesquise a reputação

Para conquistar a confiança do público, é preciso manter um alto padrão de qualidade nos serviços, atendimento e relacionamento com o cliente. Caso contrário, a má fama do negócio se espalha rapidamente.

Faça uma pesquisa com os fornecedores e procure saber como eles se comportam diante do mercado. Normalmente, organizações transparentes e comprometidas disponibilizam uma seção de comentários no site ou nas redes sociais, para que os clientes deixem um feedback a respeito dos serviços prestados e da qualidade do atendimento, entre outras questões.

Compare preços

A margem de lucro deve ser sempre calculada sobre o custo de compra dos produtos. Junto da análise dos preços da concorrência, essa é a base para a formação de preços competitivos.

As vendas devem cobrir os custos operacionais, ao mesmo tempo em que os preços praticados devem ser atraentes para o consumidor final. Experimente uma pesquisa vasta, perceba quais são as alternativas existentes no mercado e escolha conforme o melhor custo-benefício. O ideal é escolher fornecedores que ofertem mercadorias que você possa revender e conservar a sua lucratividade — mantendo sempre o equilíbrio.

Analise a qualidade do serviço

Quem vende utensílios ou serviços sabe o quanto é importante e estratégico disponibilizar produtos de alta qualidade. Um tipo inadequado de grama, por exemplo, pode prejudicar literalmente a estrutura de um campo de futebol society. O mesmo vale para componentes como traves, alambrados e bola.

Caso o material seja de baixa qualidade, com certeza a sua empresa será penalizada por isso, afetando o serviço entregue e a reputação. Desta forma, caso a sua organização ainda não tenha um modelo de qualidade estabelecido, procure definir critérios a serem utilizados durante a escolha dos fornecedores.

Avalie a estrutura de atendimento

O mercado é composto por ciclos, que alternam entre altos e baixos. Principalmente em épocas festivas, é normal que a busca por certos produtos aumente extremamente. Por isso, é fundamental ter boas parcerias com ótimos fornecedores.

Vale a pena conversar e verificar se ele possui um plano B, caso haja mudanças tempestivas relacionadas à demanda dos seus clientes. Outra possibilidade é analisar in loco a estrutura do seu fornecedor.

Mantenha uma boa relação com os fornecedores

Nem sempre é fácil manter uma boa relação com os fornecedores. Porém, continuar com algo que funcione é mais seguro do que correr riscos com alguém novo — pelo menos, a curto prazo. Por isso, seguir algumas dicas é importante para que a parceria seja longa e próspera:

  • seja objetivo e direto já no primeiro contato;
  • definam juntos os critérios de qualidade;
  • exponha suas expectativas e cautelas;
  • mantenha uma relação sincera e honesta;
  • mostre a importância da parceria em todo processo;
  • valorize o fornecedor.

Naturalmente, qualquer relação só consegue ter sucesso se ambas as partes se comprometerem a isso. Por essa razão, é essencial estabelecer indicadores para ambos e trabalhar em conjunto buscando otimizar os resultados e lucros.

Saber como escolher fornecedores não é algo tão complexo. Por meio de uma boa análise da reputação e estrutura, além de um bom relacionamento com os fornecedores, a facilidade de obter uma escolha assertiva é muito provável.

Gostou deste post? Então, aproveite e conheça nosso conteúdo sobre como abrir um negócio!